Pastore Car Collection

ver filtros
Categorias
Fabricante
Ano
Opcionais
Vendido

Dodge Charger R/T

Dodge Charger R/T

  • Informações Gerais

    Marca: Dodge
    Modelo: Charger R/T
    Ano Fabricação/Ano Modelo: 1973/1973
    Cor: Vermelho Tudor
    Portas: 2
    Quilometragem: 71.400
    Ocupantes: 5

  • Mecânica e Segurança

    Combustível: Gasolina
    Motor: 318 V8
    Potência: 215CV
    Velocidade Máxima: 190Km/h
    Câmbio: Manual - 4 Velocidades
    Tração: Traseira
    Freios: Disco Dianteiro
    Direção Hidráulica: Sim

  • Acessórios/Opcionais

    Bancos: Couro
    Ar Condicionado: Sim
    Sistema de Som: Original + CD Player

  • Informações Extra

    País de Origem: Brasil

ATENÇÃO! Devido a grande rotatividade em nosso estoque, se faz necessário a consulta diretamente em nossa loja para certificar de que o veículo ainda se encontra sob nossos cuidados. O valor do anúncio deve ser confirmado, pois o mesmo pode ter sido ajustado em nossa loja e ainda não ter sido modificado neste site. Obrigado pela compreensão. Pastore Car Collection.

Observações

Lindo Dodge Charger R/T 1973/1973 (LP23) na cor Vermelho Tudor (R3A). Carro com interior original de fábrica!
CD Player no Porta Luvas e Disqueteira para 12 CDs no Porta Malas. (Pode ser retirado)
Motor 318 polegadas cubicas (5.2litros) e Cilindrada 5212 cm³
Potência 215 cv a 4400 rpm
Torque 42,9 kgfm a 2400 rpm
O Salão de São Paulo de 1971 reservou as novidades mais quentes do momento, lá estavam as versões mais nervosas o Charger LS e o aclamado RT que se transformaram nos automóveis mais desejados da época.
A Chrysler optou por batizá-los com o mesmo nome da versão mais quente comercializada nos Estados Unidos, diferenciando assim a gama esportiva dos modelos de luxo.
A diferença não ficava apenas na nomenclatura, a principal modificação ficava na motorização, modificações foram feitas dentro do mesmo bloco usado no Dart para que fosse possível extrair ainda mais potencia, assim os engenheiros da Chrysler deixaram o Charger R-T com 215cv de potencia e se tornou o automóvel mais rápido já fabricado no Brasil, atingindo 190kmh, já o Charger LS manteve a esportividade com 205cv de potencia deixando a Chrysler no topo dos automóveis mais velozes e desejados por boa parcela da população na época.
O design era puramente exótico, a grade dianteira inteiriça trazia faróis ocultos atrás dela fazendo deles ícones dos esportivos nacionais.
O pacote de itens de série era distinto entre ambas as versões, a LS se mostrava mais luxuosa sem perder a esportividade, o interior mantinha a sobriedade bancos inteirissos assim como no Dart Coupé e utilizava o mesmo painel e mantinha o cambio manual de três marchas, mas opcionalmente podia ser equipado com bancos individuais separados por um console além do cambio automático Torqueflite de três velocidades, ar condicionado e direção hidráulica faziam parte do pacote de opcionais.
Já o R/T, a topo da linha dos esportivos trazia bancos individuais com o console, cambio manual de quatro marchas no assoalho, freios a disco dianteiros e conta giros. O exterior, trazia o teto de vinil preto assim como o LS mas acrescentava as faixas pretas na lateral que percorria toda a parte superior da lateral além das travas externas do motor.
 
 

Dodge Charger RT 1973 (1).JPG

Outros veículos sugeridos: