Pastore Car Collection

ver filtros
Categorias
Fabricante
Ano
Opcionais
Vendido

Dodge Charger R/T

Dodge Charger R/T

  • Informações Gerais

    Marca: Dodge
    Modelo: Charger R/T
    Ano Fabricação/Ano Modelo: 1977/1977
    Cor: Branco Valência
    Portas: 2
    Quilometragem: 70.000
    Dimensões - Comp./Largura/Altura (mm): 4960/1810/1390
    Ocupantes: 5

  • Mecânica e Segurança

    Combustível: Gasolina
    Motor: 5.2 V8
    Potência: 208 CV
    Velocidade Máxima: 180,9 Km/h
    Câmbio: Manual - 4 Velocidades
    Tração: Traseira
    Aceleração 0-100km/h: 11 Segundos
    Freios: Disco Dianteiro e Tambor Traseiro
    Rodas: Rallye R15
    Direção Hidráulica: Sim

  • Acessórios/Opcionais

    Bancos: Vinil
    Ar Condicionado: Sim
    Sistema de Som: Rádio AM

  • Informações Extra

    País de Origem: Brasil

ATENÇÃO! Devido a grande rotatividade em nosso estoque, se faz necessário a consulta diretamente em nossa loja para certificar de que o veículo ainda se encontra sob nossos cuidados. O valor do anúncio deve ser confirmado, pois o mesmo pode ter sido ajustado em nossa loja e ainda não ter sido modificado neste site. Obrigado pela compreensão. Pastore Car Collection.

Observações

Dodge Charger R/T 1977/1977, todo de plaqueta (LP23) na rara combinação de Cor Branco Valência (LW2) com Interior e Vinil Bordô! Veículo em perfeito estado, pintura toda original de fábrica, interior em estado de 0km de fábrica, todo revisado! Exemplar sem ressalvas, em estado de zero. Nunca restaurado ou reformado, se apresenta no mais alto padrão de originalidade. Possui ar condicionado gelando! Com manual do proprietário e chave reserva! Possibilidade de escolha de sobre aro na cor cromada!
Foram produzidos 1.145 Dodge Chargers em 1977
Data da Entrega do Carro 0KM: 27/08/1977
Veículo disponível a venda somente por 90 dias, por oportunidade de compra de um imóvel!

Motor 318 pol³(5.2 litros) e Cilindrada 5.212 cm³
Potência 208 cv a 4400 rpm
Torque 42,0 kgfm a 2400 rpm
O começo da década de 70, foi marcada pele efervescência na indústria nacional. O pseudo “Milagre Brasileiro”, que acontecia as custas de empréstimos feitos pelos militares, então no poder.A sensação de prosperidade no período fez com que cada vez mais opções de carros surgiam e grandes montadoras americanas começavam a construir modelos em solo brasileiro.Assim como a GM fez com o Opala no Brasil em 1968, a Chrysler trouxe o Dodge Dart para se estabelecer por aqui no ano seguinte. As semelhanças não param por aí, ambas lançaram inicialmente a versão quatro portas de seus respectivos carros para, em seguida, lançar a versão coupê. Em outubro de 1970, a Chrysler adicionava a os coupês à linha Dart e, em novembro daquele ano eram lançados o LS e o R/T, já como modelos do ano seguinte.Ambos pegavam emprestado a alcunha de um modelo diferente e maior, o Dodge Charger R/T americano. O Charger R/T, por toda uma geração povoou o imaginário dos amantes de carro.
Com 208 cavalos, ultrapassava facilmente os 180 km/h e acelerava de 0 a 100 em 11 segundos. Essa marca era obtida graças à elevada taxa de compressão do motor, que obrigava o Charger a consumir gasolina azul.

Outros veículos sugeridos: