Pastore Car Collection

ver filtros
Categorias
Fabricante
Ano
Opcionais

Ford Escort XR3 Conversível

Cancelar oferta

Oferta para o veículo Escort XR3 Conversível 1988

Cancelar compartilhamento

Ford Escort XR3 Conversível

  • Informações Gerais

    Marca: Ford
    Modelo: Escort XR3 Conversível
    Ano Fabricação/Ano Modelo: 1988/1988
    Cor: Vermelho Magenta Perolizado
    Portas: 2
    Conversível: Sim
    Quilometragem: 85.834
    Dimensões - Comp./Largura/Altura (mm): 4060/1640/1324
    Ocupantes: 5
    Valor: R$ 65.900,00

  • Mecânica e Segurança

    Combustível: Álcool
    Motor: 1.6 - CHT Formula
    Potência: 86 CV
    Velocidade Máxima: 158 km/h
    Câmbio: Manual - 5 velocidades
    Tração: Dianteira
    Aceleração 0-100km/h: 13,4 segundos
    Freios: Disco Dianteiro e Tambor Traseiro
    Rodas: Liga Leve R14

  • Acessórios/Opcionais

    Ar Condicionado: Sim
    Trio Elétrico (Vidro, trava e espelho elétrico): Vidros e travas elétricas
    Sistema de Som: Rádio AM/FM + CD Player + MP3

  • Informações Extra

    País de Origem: Brasil

ATENÇÃO! Devido a grande rotatividade em nosso estoque, se faz necessário a consulta diretamente em nossa loja para certificar de que o veículo ainda se encontra sob nossos cuidados. O valor do anúncio deve ser confirmado, pois o mesmo pode ter sido ajustado em nossa loja e ainda não ter sido modificado neste site. Obrigado pela compreensão. Pastore Car Collection.

Observações

Ford Escort XR3 Conversível 1988/1988 na cor Vermelho Magenta Perolizado, ou também chamado de vinho/bordo. Veículo em ótimo estado de conservação, com faróis Arteb e ar condicionado de fábrica. Este veículo é do último ano antes da joint venture com a VW, criando a Autolatina.

Motor transversal, 4 cilindros em linha, 1.555 cm³, 2 válvulas por cilindro, comando de válvulas simples no cabeçote. Potência de 86 cv a 5.600 rpm. Torque de 12,9 kgfm a 4.000 rpm.

Os mais empolgados torciam pela chegada da versão esportiva XR3, que na Europa usava o moderno motor 1.6 CVH de quatro cilindros, comando de válvulas no cabeçote e ótimos 97 cv.

Mas veio um balde de água fria: a versão brasileira ganhou o velho 1.6 CHT (Compound High Turbulence), evolução da linha Corcel. Movido só a álcool, necessitou de um bom esforço da Ford, que extraiu dele 86 cv.

Em 1985, era lançado o Escort XR3 conversível, primeiro nacional com esta configuração desde o Karmann Ghia - não por acaso, ele era feito em parceria com a própria Karmann. Ele foi o único conversível até 1991, quando chegou o Kadett GSi sem teto. Tudo somado, o XR3 se tornou rapidamente referência no segmento e sonho de consumo, principalmente entre os mais jovens. A versão esportiva, assim como as demais, ficaram ainda mais agradáveis com a reestilização de 1987, ganhando para-choques de plástico envolvente com a grade integrada, novas rodas, faróis e lanternas maiores, além de um novo aerofólio no coupé. Os faróis de neblina, no entanto, foram abandonados. No interior, havia novo painel de instrumentos, travas das portas nas maçanetas e buzina no volante, que também tinha novo desenho.

E mesmo com um motor menos potente, o Escort compensava com outros atributos, como o conforto e a qualidade do acabamento, porta-malas entre outros mimos que deixavam todos babando no modelo que competiu fortemente com os seus rivais Gol GT, GTS, Kadett GS e GSI e Uno 1.5R e 1.6R.

Outros veículos sugeridos: