Pastore Car Collection

ver filtros
Categorias
Fabricante
Ano
Opcionais
Vendido

Puma GTE

Puma GTE

  • Informações Gerais

    Marca: Puma
    Modelo: GTE
    Ano Fabricação/Ano Modelo: 1981/1981
    Cor: Vermelho
    Quilometragem: 74400

  • Mecânica e Segurança

    Combustível: Gasolina
    Motor: 1.6
    Potência: 65cv
    Câmbio: Manual
    Tração: Traseira

  • Acessórios/Opcionais

  • Informações Extra

ATENÇÃO! Devido a grande rotatividade em nosso estoque, se faz necessário a consulta diretamente em nossa loja para certificar de que o veículo ainda se encontra sob nossos cuidados. O valor do anúncio deve ser confirmado, pois o mesmo pode ter sido ajustado em nossa loja e ainda não ter sido modificado neste site. Obrigado pela compreensão. Pastore Car Collection.

Observações

Puma GTE 1981/1981 toda revisada!
Carro com motor 4 cilindros Boxer (dispostos 2 a 2 horizontalmente) VW de  1584cm³ (1.6) com 65CV de potência e 12,3mkgf de torque! Refrigeração a ar
A história da Puma se inicia em 1964, na cidade de Matão, no interior de São Paulo, quando um grupo de aficcionados por automobilismo, liderados por Rino Malzoni, resolvem criar um automóvel esportivo. Já em 1965, os primeiros protótipos do "GT Malzoni" eram expostos.
Em 1967 o modelo, rebatizado como Puma, entra em produção. Era um cupê esportivo, o segundo produzido no Brasil em fibra de vidro (o primeiro fora o Willys Interlagos, clone do Renault Alpine francês). Seu desenho, belíssimo, criado por Anísio Campos, lembrava muito a Ferrari 250 GTO daquela época. A mecânica era DKW 1.0 (sim, os primeiros Puma tinham tração dianteira).
Como a DKW foi comprada pela VW naquele mesmo ano, e a linha Vemag foi retirada de produção, o Puma-DKW teve vida curta: apenas 130 unidades foram produzidas.
Em 1968 começam as negociações de Malzoni com a VW para a utilização do tradicional conjunto mecânico daquela empresa.
Assim, em 1971, é inciada a produção da linha GTS/GTE (o GTS um roadster e o GTE um cupê). Era o "Puminha", sem dúvida, dentre todos os carros criados por brasileiros com capital nacional, este foi o de maior sucesso.
Apesar do motor 1500 a ar (posteriormente substituído pelo 1600), o carro se tornou desejado. Isso graças ao seu desenho, espetacular, que até hoje impressiona pela beleza, agressividade e aerodinâmica; e também à ótima dirigibilidade, favorecida pelo chassi bem trabalhado e pela direção pouco reduzida. O carro chegou a ser exportado para países da Europa e África.
 

Puma (1).JPG

Outros veículos sugeridos: