Pastore Car Collection

ver filtros
Categorias
Fabricante
Ano
Opcionais
Vendido

VW Parati GTI 16V 2000

VW Parati GTI 16V 2000

  • Informações Gerais

    Marca: VW
    Modelo: Parati GTI 16V 2000
    Ano Fabricação/Ano Modelo: 1997/1997
    Cor: Branco Nacar
    Portas: 2
    Quilometragem: 100.168
    Dimensões - Comp./Largura/Altura (mm): 4131/1621/1417
    Ocupantes: 5

  • Mecânica e Segurança

    Combustível: Gasolina
    Motor: 2.0 16V
    Potência: 145 CV
    Velocidade Máxima: 206 km/h
    Câmbio: Manual - 5 velocidades
    Tração: Dianteira
    Aceleração 0-100km/h: 8,7 segundos
    Freios: Disco Dianteiro e Tambor Traseiro
    Rodas: Liga Leve R17
    Direção Hidráulica: Sim

  • Acessórios/Opcionais

    Bancos: RECARO
    Ar Condicionado: Sim
    Trio Elétrico (Vidro, trava e espelho elétrico): Sim
    Sistema de Som: Rádio Original Volksline - AM/FM + Toca-fitas
    Computador de Bordo: Sim

  • Informações Extra

    País de Origem: Brasil

ATENÇÃO! Devido a grande rotatividade em nosso estoque, se faz necessário a consulta diretamente em nossa loja para certificar de que o veículo ainda se encontra sob nossos cuidados. O valor do anúncio deve ser confirmado, pois o mesmo pode ter sido ajustado em nossa loja e ainda não ter sido modificado neste site. Obrigado pela compreensão. Pastore Car Collection.

Observações

Volkswagen Parati GTI 16V 2000 1997/1997 na linda cor perolizada Branco Nacar. Veículo em excelente estado e contando com chave reserva com led funcionando. Esta Parati teve seu restauro feito na conceituada By Deni Studio, assim como toda a mecânica feita na Motorfort Sport Cars. Este veículo tem o seu motor e injeção de combustível controlados por uma injeção eletrônica Fueltech FT-500.

Motor 2.0 litros (1984 cm³) de 4 cilindros em linha, cabeçote duplo de válvulas (16V) que rende 145cv a 6.250 rpm e 18,5 kgfm de torque a 4.750 rpm.

A Parati é uma perua derivada do Gol, produzida pela Volkswagen entre 1982 e 2012.

Iniciou sua produção em 1982, já como linha em 1983, para ocupar o nicho de mercado deixado pela Brasília e sua perua, a Variant II. O nome, aproveitamento de uma palavra tipicamente brasileira que identifica uma cidade histórica do país, localizada no Estado do Rio de Janeiro, adequado a um veículo do tipo perua para passeios/turismo.

Em 1996 a segunda geração da Parati recebeu a mesma reestilização do Gol com um desenho mais arredondado. A cor de lançamento foi a vermelha e a Volkswagen buscou dar à Parati um maior apelo esportivo junto ao público jovem, embora ainda fosse oferecida apenas na versão 2 portas. Sua versão GLS tinha motor 2000 8V de 109cv de potência e injeção eletrônica FIC (Ford). A Parati passa a ser equipada com direção hidráulica, uma reivindicação antiga de seus consumidores.

Em 1997 começava a produção da Parati GTI 2000 16V (Gran Turismo Injection = GTI) com injeção eletrônica multiponto. Uma característica curiosa do veículo (tal qual como o Gol) era o "calombo" no capô necessário para a acomodação do propulsor com as 16V. A versão de elevado valor, não teve muitos veículos produzidos - inclusive sendo mais rara que o seu irmão Gol GTI. O modelo esportivo do veículo familiar da linha Gol foi apresentado ao público no salão do automóvel na cor branco pérola, também conhecido como branco nacar.

Outros veículos sugeridos: